26 de novembro de 2016

Brincando de tartaruga

Calma galera das antigas isso só significa que vamos colocar a casa nas costas de novo rs. Enquanto as pessoas normais pensam no que vão levar, eu penso em como deixar mais coisa kkkk.

Morando em Curitiba e ajeitando as coisas pra mudança final pense numa pessoa que gosta de se iludir, sim, sou eu em breve. Até consultando DogHero já estou! Sou assim mesmo. Sempre lá na frente, rs. Se orçamento da mudança fiz em junho imagine! Duro mesmo está achar casar que acomode meu povo canino. Caramba, não achei que ia ter tanto trabalho com isso. Mas no final tudo se ajeita, já dizem Saulo e Veveta rs.

O resto tá resolvido. Vamos ter um micro evento que sou diferentona mesmo. Mês que vem conto tudo com mais detalhes, após o acontecido é óbvio. 

Bairros barrios - escolhidos (falta casa kkkkkk)
Escola - provavelmente ok
Mudança - deveria estar ok, mas o povo tem uma mania de não cumprir com a palavra que PQP... mas resolvo isso até semana que vem sem falta.
DogHero - tem bastante opção _/\_ #thanksChiquinho
Despedida de Ilha - Oqueizão!

Bora comigo, de novo: não mudar pelos próximos 5 anos pelo menos... ILUDIDAAAA
Tema musical do dia: Buena Vista...

1 de novembro de 2016

Não adianta negar

Dá frio na barriga sim! Passam milhares de coisas na cabeça sim! Até uma tensão dá! E o resto todo.

Nada demais, não muda muita coisa, mas muda. Pensando que não precisamos de nada, mas precisamos. Sou detalhista. Sou perfeccionista a fibromialgia me entrega. Não gosto do tradicional e nem do lugar comum. Mas nem tem como fugir totalmente. 

Temos ideias loucas e muito parecidas quase sempre. Quando discordamos o pau quebra, a vizinhança deve achar que tem gente morrendo... Nem Nero se mete, Zequinha corre logo pra dentro da casinha. Mas também quando estamos juntos emanamos vida. Não tem como negar, é visível e sentido por quem está próximo de nós.

Mas vamos tomar outro rumo nessa prosa que tem pós pra terminar logo, antes que não me permitam mais progredir na carreira... Mundo caindo e eu com a cabeça nas nuvens, aiai viu? Vamos para o dia-a-dia que o futuro já está encaminhado. Bora tentar viver o presente que é diário ;)

Enquanto isso vou de Veveta e Saulinho:
 
Se eu sei que no final fica tudo bem a
gente se ajeita numa cama pequena


<3

23 de outubro de 2016

Quanto custa sua relação?

Imensurável, diriam os românticos. Ah, custa muita coisa (inclua aí casa, montar casa, carro, poupança para viajar etc) diriam os racionais.

Prefiro o meio termo. Me peguei pensando o quanto gastamos para um momento e aí a conta vai: aquele vestido, aquela aliança, aquele sapato leia Melissa rs, aquela viagem de lua-de-mel...

Mas e o que interessa de verdade? Pra mim é a simbologia do momento, nada mais. Não passa de uma assinatura para mostrar para os outros que sim, estamos juntos de verdade e que uma criança fruto da construção dessa relação, do amor, é a maior comprovação do que um pedaço de papel. 

Algum dia quis muito casar de papel passado. Mas com o passar do tempo isso se tornou um acessório, um capricho, que perdeu o sentido de ser. O bloquinho colocado um sobre o outro todo dia na construção da vida em comum, fazendo com que a fortaleza que é a nossa relação (mesmo com todos os percalços) seja um diamante de tão forte é o mas importante pra mim. Demorei alguns um monte pra falar a verdade anos pra entender isso, mas com o desenrolar das coisas a ficha caiu. A ideia de ter que casar pra mostrar algo pra alguém me incomoda muito. Pra gente casamento sempre foi um momento pra reunir a galera e fazer um reggae pra todo mundo cair na bagaça. Ou seja, festejar a união e não apenas mostrar pra sociedade que após a assinatura daquele papel eles nos reconhecem como casal.

Parei pra perceber isso hoje, o quanto fiquei influenciada pelos hábitos sociais. Vestido, sapato, alianças, lingerie, convites, lembrancinhas...PARA TUDO! Vamos casar pra gente ou para os outros? Ok, uma roupa legal, alianças com todo o sentido de continuação (a simbologia) e um mimo para os que estarão conosco compartilhando desse momento como forma de agradecer por estarem ali e não como lembrança. Ninguém precisa lembrar a data que aconteceu, nem nós! Sempre usamos a data em que começamos a nos relacionar para marcar o início do nosso casamento pois pra gente sempre foi assim. A nossa união se deu a partir do momento em que decidimos ficar juntos e construir lado a lado a nossa vida. Uma hora um puxando, em outra levando o outro nas costas e sempre andando lado a lado para continuarmos em frente mas com a certeza de que somos 2 com objetivos em comum. Beatriz é a nossa maior aliança. Ela é o melhor não projeto nosso. 

Posso ter demorado para me dar conta do quão absurdas são as tradições (na sua maioria cristãs, com o respeito à religião) impostas a nós. Mas percebi e não vou apenas quebrar com protocolos e tradições. Vou fazer coisas que nos representam com toda nossa peculiaridade de família toska.

Um brinde aos reggaes que já fizemos e que ainda faremos juntos! Meu namarido, t'amu hoje!




 

2 de outubro de 2016

E aqui estou

Andei escrevendo outro dia sobre as dificuldades que tenho enfrentado na terra fria mas acabei perdendo em algum app desses que possuo não tenham vários parecidos senão acontece isso. Mas hoje é dia de eleição e como a maioria que me conhece sabe que eu ADORO política mudei o foco da escrivinhação.

Tenho título de eleitora desde que fiz 16 anos. Sempre achei que é uma forma de marcar meu posicionamento político poder votar. Hoje nem sei mais pra que ter título. Que foi golpe o impeachment de Dilma todo mundo sabe, até o golpista já declarou isso, mas e agora qual valor que tem eu ir às urnas? Me sinto fraca quanto a isso. Enquanto fazia campanhas acaloradas na Bahia, e até mesmo lá em SP, aqui fico da janela observando e pensando que daqui a dois anos terei que ter novamente um posicionamento pois meu título já estará devidamente transferido (esse ano não deu tempo).

Vejo um político dizendo que vomitou por causa do cheiro de pobre estar em primeiro lugar nas pesquisas e não consigo entender. É muita dificuldade cognitiva né povo alguns entenderão essa piadinha infame e interna ? Esse mesmo político doou pra sua campanha valor superior ao seu patrimônio declarado à justiça!!! E aí eu só lembro da célebre frase do governador da Bahia Otávio Mangabeira 'pense num absurdo! Na Bahia tem precedente.'. É que ele não viu no Paraná. 

Mas eu votaria no PSol esse ano aqui em Ctba. Pelo menos para prefeitura. Não sei vereador/a pois não conheço muita gente e nem suas propostas, coisa que pra 2018 já estou avaliando regionalmente. Pra 2018 já tenho candidato à presidência, e já votei nele antes no primeiro turno e no segundo em outro pois ele não disputou.

Mas vamos tirar esse corpo da cama pra ir justificar o que não sei se será mais um golpe, ou não. Desistir? Jamais!  

(...)Verás que um filho teu não foge à luta, Nem teme, quem te adora, à própria morte. Terra adorada, Entre outras mil, És tu, Brasil, Ó Pátria amada!(...)


 

18 de setembro de 2016

A dor que dói menos

Perdi pra dor. 

Uma semana sem meu remédio pra fibromialgia, que também é antidepressivo, e não aguento mais. Juro que tentei, mas não durmo, as dores estão acabando com minha tentativa de levar uma vida menos mal humorada. E uma vontade de chorar que não tô dando conta, tá demais.

O que vai será complicado é conviver com a dor do estômago até sair o resultado da biópsia e descobrir além de hemorragia e afins o que tenho e qual o tratamento.

Preciso criar coragem pra ir no ortopedista e ver se o cóccix está machucado mesmo adoro me iludir rs e se a pancada de ontem na mão diz algo mais, se meus joelhos já podem voltar a me aguentar numa pedalada ou corrida sei que voltar a jogar vôlei é lenda e em que grau está a condromalácia oremos e se o derrame derramou. Só rindo mesmo. Ah, tenho que ver meu tornozelo. Será que rola de tirar os pinos e a placa? Tenho sentido dor ali também, fora o inchaço. Peraê, o ombro! Será que a tendinite e a bursite estão menos pior?

Ah, minha enxaqueca... não consigo, é minha mesmo. Preciso de um neuro pra saber se preciso trocar o remédio, a dose já aumentei pois não tava mais fazendo efeito. Sei que não deveria, mas...

E tem ainda a... o... também tem... ah, falta... Prefiro nem ir olhar o fígado que tenho medo rs...

Mas se eu controlar a fibro juro que me sinto melhor. Queria voltar a nadar, a pedalar e ser feliz rs.

Entendeu? Não tente me julgar nunca. Além de não entender, vc não passa pelo que eu passo. E se passar, senta aqui, bora conversar, mantenha a calma que eu te entendo.

Sabe o que eu queria mesmo? Tomar todas e esquecer de tudo isso. Mas não posso porque pra me recuperar de uma ressaca levo uns 3 dias e fico mais fudida que antes, além da culpa kkkkkkkk

É tanta coisa que vamos por partes. Primeiro me livrar dessas dores, depois volto pra falar mais ;)