22 de abril de 2011

Sexta de que paixão?

Olá pessoas!

Hoje pra mim é apenas um feriado qualquer, nada de mais. Ou melhor, é a 1ª vez que passo uma sexta de feriado de Páscoa sem comer caruru, vatapá e xinxim de galinha hummm, salivei! Mas não tem nada não, como aqui não tem nenhum católico pra negar carne, lá fomos nós...

Comecei o dia limpando a casa, tentando arrumar a bagunça "das crianças" e lavando a varanda, que está inutilizada por conta da bagunça. Nosso casal de amigos chegaram, a Cris (do post sobre o reencontro com uma colega do Ensino Médio - tem sido ótimo por sinal) e o Seth (ou Sete/Ed/Zé) que mal fala português, mas é gente boa o.O

Tinha feito um lombo recheado ontem, mas como passei muito mal no final da preparação, deixei o marido tomando conta, aí o lombo cozido se tornou cozido e assado! Até o gás acabou de tanto que demorou, era de se imaginar, né? Resolvi melhorar o cardápio, apesar de ter 2 ateus, uma católica apenas de batismo, Bia pagã e eu umbandista viciada num dendê que uiiii fui fazer uma quiabada.

Conversa vai, conversa vem, coloco linguiças na chapa, ao vinho e picante...como diz o cara da GNT "-Que marravilha"...entre cachaça, vinhos e eu no refri por conta do mal estar de ontem, a comida foi ficando pronta até que o dendê tomou conta da cozinha! Colocamos o lombo para esquentar, fiz um pouco de arroz integral e pronto! Para arrematar  fiz uma mousse de maracujá, pensando em fazer um pudim, pense na maluquice e finalmente servir...

Eram mais de 16h e estávamos conversando e com fome, provavelmente, eu nem tanto, fico com pouca fome quando cozinho. Meu prazer está em servir a comida e ver as pessoas gostando daquilo que fiz com carinho e amor, dedicação mesmo.

Preciso descobrir uma receita que eu possa fazer de sobremesa que não leve ovos, leite e farinha de trigo, isso porque tenho tido uma companhia que é alérgica a estes alimentos. Alguém tem alguma sugestão?

Amanhã faremos churrasco, acho que levarei um pudim de sobremesa, êta feriadão bom de garfo. A minha paixão está aí.

Dica: mousse de maracujá da mulher moderna: 1 lata de leite condensado, 1 lata de creme de leite e 3/4 lata de suco concentrado de maracujá. bate tudo no liquidificador coloca numa forma no congelador, depois de uns 40 minutos tá ótimo pra servir. Após isso, coloca na geladeira senão fica duro demais.

19 de abril de 2011

Só falta eu :-/

Olá pessoas!

Fico pensando se fosse eu que ficasse doente queria ver como ficariam as coisas. Não, não quero ficar doente, até porque sempre acho um saco ficar dependente dos outros e mal, ruim, com aquela sensação péssima...xô!

Marido está mal, acho que é virose, mas como todo homem prefere ficar em casa dizendo que sabe o que é, que não precisa ir ao médico, e olha que nem é SUS!!! Bia meio gripadinha, com uma tosse chatinha. E eu com a rinite atacada, mas é claro, aqui não para de chover (mentira, parou hoje, ufa) e o quarto da gente fica muiiito úmido, por isso acho que agrava tudo. Aliás, Bia estava dormindo na minha cama enquanto estive em Salvador né? Ela fica mais feliz quando dorme conosco quando um de nós não está em casa.

Aí a mamãe aqui tem que cuidar dos meus pequenos. Um não quer comer, a outra vai no embalo. Um eu digo que vou levar pro hospital a outra já chia que não quer ir...alguém por favor vem aqui cuidar de mim? Se eu ficar doente teremos todos que ir de avião pra Salvador, senão o mundo acaba.

Mas ser mãe é isso...é pra descer do paraíso!


17 de abril de 2011

Não custa nada tentar de novo.

Olá pessoas!

Achei uma dieta na internet que me interessou muito. Após tentar cortar carboidratos (impossível para uma descendente de italianos) e açúcares a quase zero e não conseguir mesmo fui a luta e descobri a tal "dieta das notas"  estou aqui tentando ser menos fofa e mais feliz :)

Nada demais, diminuir, substituir, regular e correr - pro abraço por enquanto - contra o aumento de peso e andar pra poder comer mais um pouquinho, o negócio é ser feliz, rs. Já estava fazendo atividade, mas marido, como bom companheiro, me deixou na mão 2 semanas, e vou ser super sincera por mais legal que seja você ter um objetivo é tão bom ter com quem compartilhar isso junto, lutar quilo a quilo, passada a passada. E não venha me dizer que você como mulher independente (ou homem que seja) não gosta de alguém pra bater um papo, marcar algo pra depois, ou simplesmente dividir aquele momento mesmo.

Já tentei outras dietas para emagrecer, inclusive remédio indicado por médico, com receita, exames e tudo. Mas cá entre nós só consegui ter a percepção do quanto é ruim estar acima do peso quando preciso fazer algumas atividades que requer mais esforço, por exemplo? Facinho: correr com Bia na praia, ela adora ficar correndo livre, brincando na água, pulando onda. Ou então na hora de limpar a casa, quando termino parece que um trator passou por cima de mim. Ou então quando preciso andar um pouco a mais pra fazer algo e está um pouco de calor, eu sinto uma dificuldade que a 25kg eu não sentia.

Pois é, estou novamente de dieta, tentando voltar pelo menos a correr sem tanta dificuldade ou passear num dia quente sem passar tanto mal. E também estou na comida feliz, como o quanto posso, devo e me satisfaço, sem tristeza ou culpa na hora do docinho na TPM, pois como já disse, o negócio é ser feliz. 

11 de abril de 2011

Gerenciando crises

Olá pessoas!

Estava aqui divagando sobre a dificuldade de fazer dieta, reduzir o peso e manter um cronograma de atividades físicas em dia. Aí, na minha auto-crítica-análise cheguei a seguinte conclusão: sempre que estou desmotivada ou tentando começar algo a que me proponho, entro em crise.

Já avisei aqui que estou no inferno astral né? Pois então, não é que piora sempre tudo e mais? Comecei uma dieta interessante, mas com a minha rotina ela se tornou impraticável, mas mesmo assim adotei alguns hábitos importantes, como comer a salada antes do almoço e não junto, o que faz com que reduza sensivelmente a fome, ou o desejo. Mas tá certo, a conversa agora é outra.


Sempre que estou em crise sinto um TOC - Transtorno Obsessivo Compulsivo, se apropriar de mim. Não tolero a menor sujeira e bagunça na casa, o que significa que entro em guerra com minhas duas crianças, leia-se marido e Bia. 


Quando nos mudamos para Ilhéus, eu sentia uma necessidade de "organizar, arrumar e limpar" tudo, o tempo todo, queria ser a dona-de-casa perfeita, mas logo percebi que além de me irritar mais ainda (a la Fernanda Young) aquilo ia piorando a minha angústia e aumentava a vontade de "organizar, arrumar e limpar" me fazendo ter a tal compulsão.

Não pude largar "tudo de mão", afinal temos uma criança que precisa de um ambiente salutar e eu não gosto de sujeira mesmo, independente de crises. Resolvi a questão da seguinte forma: organizei a semana! Simples né? Ao invés de ficar varrendo a casa todos os dias com aspirador de pó, gastando os tubos de energia elétrica (invenção maravilhosaaaa principalmente para alérgicos \o/), e passando pano (hoje substituído por Sekito)  fiz uma escala de limpeza, assim sei quando a crise está por perto e tento gerencia-la.


Durante a semana varro a casa todos os dias, aspiro uma ou duas vezes dependendo da sujeira e passo o Sekito nestes dias. Varro todos os dias a cozinha uso o Sekito duas vezes, lavo uma vez (estava fazendo isso 2/3 vezes na semana!!!) e os banheiros eu varro todos os dias, lavo os vasos e pias duas vezes, passo pano/Sekito e a geralzona uma vez.


Comida tento fazer duas vezes na semana e congelo, mas as vezes me pego o final de semana todo "inventando arte" enfurnada lá dentro, mas isso também irei curar.


O blog entra como terapia, como uma forma de exorcizar os demônios, levante a mão quem nunca precisou repensar a vida. E estou aqui, futucando as ferramentas pra tentar entender melhor o funcionamento, compartilhando minhas experiências novas e dando "aquelas dicas" que me fazem sobreviver melhor neste período de doida-de-casa.


Beijão e valeu a visita ;)









9 de abril de 2011

Descobrindo o mercado, seção limpeza.

Olá pessoas!

Adoro mercado. Sabe aquela coisa de entrar e ficar pesquisando coisas novas, preços bons e produtos úteis? É, mas tem que ser com tempo, ficar no mercado de bobeira ou com pressa é um saco.
Tenho sempre  feito novas descobertas, mas preciso assumir que a maioria tem sido com tia Fafá, a tia emprestada pra mim :-) . Pois bem, nas viagens Bia tem vomitado, foram 2x em 4 meses mas mesmo assim se torna significativo quando levo em conta que a lavagem dos bancos aumentou de R$ 60 para R$ 80 em 2 meses, logo...fui em busca de um help e prontamente tia Fafá me "apresentou" o Vanish Karpex e me salvou de gastar essa grana, mas como nem tudo são flores, em Ilhéus não vende, pra variar. Ah, nessa oportunidade ela me mostrou o Veja com álcool que seca rápido...que maravilha pra limpeza hein? Aqui também não tem, preciso trazer de Salvador, na verdade fiz mercado lá dessa vez pois o "existe, mas não vendemos" é clássico. Além é claro do Straik gel indicado também por ela. Aproveitei a limpada geral em casa ontem e fiz um formigocídio (se existir algo parecido em matar formigas), trouxe 2 seringas de lá porque as formigas daqui comem manteiga!!! Um abuso.

Mas agora vou contar o que tenho aprendido nas minhas empreitadas nos mercados. Descobri um misto de esfregão com rodo que acredito que irá salvar minhas lindas (as vezes nem tanto) unhas. O dito cujo chama-se Sekito e vende em mercados, lojas de produtos para casa, mas detalhe, cuidado com o preço, comprei o meu por R$ 29 no mercado e numa grande loja na Paralela está por R$ 50, se eu tivesse comprado de primeira teria ficado P da vida. Uma mulher que me viu "namorando" o Sekito me disse que seria a melhor compra, que ela não usa mais pano de chão. Eu aproveitei e a salvei de comprar uma "bola pra colocar sutiã com bojo para lavar na máquina". A minha máquina tem o agitador no meio, que impede de enfiar a tal "bola", aí preciso colocá-la dentro e depois fechar a "bola", trabalhão, além de sempre sair um pedaço do sutiã por mais cuidado que eu tome, mas voltando... 

Sekito aprovado, ele realmente é muito prático, mas tem alguns poréns: 
1º é pesado quando fica molhado, nada de extraordinário, mas tem um peso significativo para quem tem problema nos braços, coluna, acho que não é uma boa ideia :-( 
2º ele não limpa em alguns lugares, por exemplo os cantinhos. 
3º Ele não entra em qualquer balde comum, eu precisei colocá-lo de lado, mas acho que vale a compra do balde próprio, se não for caro, lógico. 
Mas ainda assim como escrevi acima, pra mim vale sim. Como tenho uma criança, ficar limpando com pano de chão requer um cuidado maior com o pano, tem que lavar, esfregar...o Sekito pelo menos vc não precisa entrar em contato com o produto e a sensação de ter ficado limpo direito é real. Aproveitei e passei nos banheiros, ficou legal, mas não substitui o sabão, água e vassoura lá pelo menos, rs.

Chegamos em casa e descobri que o mofo/limo tomou conta do banheiro de Bia, ela resolveu "se mudar" para o meu, o dela só tem servido de lavabo. Eu havia abolido água sanitária por causa da minha alergia a produtos com cheiro forte (inclusive perfumes) que tinha quase me sufocado enquanto lavava o banheiro, mas fiquei encucada como haveria de resolver este probleminha. Comprei o Veja 2 em 1 e me deu um prazer imenso ver aquele mofo/limo sumindooo sem esfregar de verdade. Cansei de comprar produto que promete não precisar esfregar, mas mesmo assim eu tinha que colocar a escova pra funcionar.

Quero experimentar o sabão líquido, pelo que tenho visto/lido, ele não precisa de tira manchas e rende mais, se for isso mesmo eu troco bem feliz de sabão para roupas e os Vanish's, sim, uso o branco e o rosa. Já ia esquecendo, tem o Diabo Verde que uso pra desentupir pia/vaso, o bicarbonato de sódio que limpa panela de inox, uma bucha pra limpar "desenhos" em parede...

Quem diria hein? Eu "descobrindo" mercado e os produtos de limpeza! Claro, apesar de dona-de-casa eu tenho muito estilo hahahahahaha

8 de abril de 2011

Achei tão taurino...

Amei este texto que encontrei sobre as taurinas e não podia deixar de reproduzir, segurem-se estou no inferno astral!

"As taurinas


Tenho quatro grandes amigas do signo de touro.

Duas, continuo falando e as outras duas, por serem orgulhosas versus teimosas, não falo mais, mas continuo amando-as a distância.

Mas as quatro têm algo em comum: uma disciplina incansável no trabalho e um faro dos demônios para conseguir ganhar dinheiro.

Todas elas, sem excessão, me ajudaram financeiramente de alguma maneira, em períodos em que eu, um sagitariano louco, gastei mais do que ganhava.

Todas elas tinham casos muito duradouros, inclusive, ‘solteira’ é uma palavra que não existe no vocabulário das colegas.

Duas delas, inclusive, muito das safadinhas, conseguiam ter maridos, dar conta do recado e manter um amante mais jovem e bonito, porque se tem  algo que faz com que as taurinas caiam é a beleza, o dinheiro e a sensualidade.

Com todas, sem excessão, briguei muitas vezes e fiquei meses, e até alguns anos sem falar.

Até porque, são mandonas de um modo quase irracional e mesmo estando erradas, não dão o braço a torcer, porque isto, para elas, talvez, seja um sinal de fraqueza.

Todas me fizeram chorar, com uma praticidade que beira a crueldade.

Para taurinas sim é sim, não é não, e elas tem um certo desprezo e nojo pela palavra ” talvez”.

Duas tiveram grande êxito profissional. Outras duas, ainda tentam, mas sem desistir.

Todas tem dificuldade de terminar casos amorosos, mesmo quando estão ruins, até porque odeiam perder qualquer coisa, tudo para elas é uma questão de posse: amigos, trabalho, dinheiro e sucesso. O verbo possuir é uma coisa latente.

Uma delas apanhou seriamente de um namorado, que descobriu um caso extra conjugal dela. Não satisfeito, o moço foi na escola em que ela dava aula, deu escândalo lá, e ela perdeu o emprego. Mesmo assim ela ficou um tempo com ele, pois ele era “ lindo e o sexo era bom”.

Taurinas emburram fácil.

São teimosas, muitas vezes, beirando o irracional.

Mas te amam, te defendem, e te ajudam muito quando você precisa.

E sempre te emprestam aquele dinheiro quando você precisa.

Sabem receber em casa como ninguém… e são cozinheiras de mão cheia.

E tem um humor seco, direto, que beira a brutalidade.

Aprendi muito a ser gente com minhas quatro amigas taurinas.

Obrigado…

Cher, Mariana Ximenes, Penélope Cruz e Betty Faria são taurinas ferrenhas."


Encontrei aqui ó Contigo