22 de junho de 2011

20 Anos Blues

Ouvi hoje na novela e acho que é compartilhar coisa boa!

20 Anos Blues

Composição: Vitor Martins e Sueli Costa

Elis Regina

Composição: Vitor Martins e Sueli Costa
Ontem de manhã quando acordei
Olhei a vida e me espantei
Eu tenho mais de 20 anos
E eu tenho mais de mil perguntas sem respostas
Estou ligada num futuro blue
Os meus pais nas minhas costas
As raizes na marquise
Eu tenho mais de vinte muros
O sangue jorra pelos furos pelas veias de um jornal
Eu não te quero
Eu te quero mal
Essa calma que inventei, bem sei
Custou as contas que contei
Eu tenho mais de 20 anos
E eu quero as cores e os colirios
Meus delirios
Estou ligada num futuro blue
Os meus pais nas minhas costas
As raizes na marquise
Eu tenho mais de vinte muros
O sangue jorra pelos furos pelas veias de um jornal
Eu não te quero
Eu te quero mal
Ontem de manhã quando acordei
Olhei a vida e me espantei
Eu tenho mais de 20 anos

19 de junho de 2011

Nos acréscimos...

Olá pessoas!

Sabe aquele dia que você acha que nada vai dar errado? E dá? Então isso aconteceu no almoço daqui. Como vamos viajar amanhã tenho que deixar tudo congelado e a geladeira limpa, afinal serão 10 dias fora!

Comecei pegando a carne que estava na parte de baixo da geladeira e li o rótulo: carne-do-sol. Então meus pensamentos voaram: carne-do-sol, pirão de leite, arroz branco, vinagrete, hummm. E comecei, limpa e escalda a carne, coloca no leite e depois de uns 20 minutos frita na manteiga.


Começou meu suplício aí. A carne não estava digamos assim tão parecida com a carne-do-sol, aí chamo marido e mostro pra ele a carne, que diz que está boa. Então continuemos com a comida... Na hora de fritar a carne começou a ficar estranho o processo, nada de "fritar" a carne...continuava vermelha e quando provei...charque! Arght!!!


Marido começou a rir e minha perspectiva de almoço gostosinho tinha ido por água abaixo, mas aí tcharam: a vinagrete estava na geladeira, tinha colocado batata para cozinhar pra fazer purê e congelar, o arroz tava quase pronto e tinha uns bifes no congelador, nada que 10 minutos de microondas não descongelasse.


Descongela carne, faz tempero, frita, cozinha purê, arruma a mesa e ufa!!! Conseguimos almoçar antes das 15h, e ficou tudo muito bom diga-se de passagem. Pra fechar o almoço bemmm caseiro, goiabada com creme de leite.


Dica: comprei e devorei o Pequeno livro de cozinha: guia para toda hora que traz excelentes dicas e foi feito pelas Rainhas do lar que agora atendem nos seguintes blogs: Pitéu e Pimenta no reino.





12 de junho de 2011

Ou é todo dia, ou nem venha viu?

Olá pessoas!

Estava aqui a perceber o clima romântico que se instala na tv, nas redes sociais e por consequência em nossas vidas devido a este "maravilhoso" dia comercial  e resolvi escrever, pra variar vai ter um monte de gente que vai me achar insuportável, mas vamos lá.

O nosso "lindo e romântico" dia dos namorados, nada mais é que uma invenção comercial do srº João Dória, publicitário, que no ano de 1949, criou para as Lojas Clipper (SP) o seguinte slogan "Não é só de beijos que vive o amor". Então senhor publicitário, me diga uma coisa, de que é feito o amor? Sim, não sou tão insensível a ponto de achar que não devemos comemorar o dia só porque descobrimos que foi culpa de um publicitário tanto frisson romântico nessa data, senão terei que emitir minha opinião antecipada sobre o Natal, mas continuando...

Por que tem que ser um dia só? Por algum acaso alguém que me lê ama um dia no ano só, apenas? Faz carinho, pede carinho uma vez no ano? Pede desculpas por um erro ou tenta acertar os ponteiros uma vez no ano? E aquele jantar maravilhoso que você aprendeu na tv e se descabela pra dar certo e terem uma noite tranquila e romântica é SÓ UMA VEZ NO ANO??? Aí precisa rever hein...

Então façam-me o favor senhores marketeiros e afins: me poupem do consumismo demasiado. Não tentem achar que sou burra a ponto de cair em qualquer coração vermelho na vitrine só por que é dia dos namorados
Vamos fazer uma conta básica? 
Janeiro: escola, cursos, atividades; 
Fevereiro/Março: carnaval; 
Abril passamos pagando as contas divididas e comprando ovos de páscoa pra em Maio ter o dia das mães; Junho: São João, roupinha nova, bota da moda   igual a de 2 anos atrás
Julho que você acredita estar se recuperando vem Agosto com o dia dos pais; Setembro é primavera e tudo fica mais claro caro, bonito e atrativo; 
Outubro é o dia das crianças (e outro baque); 
Novembro preparativos pra férias e final de ano, para em Dezembro rompermos o ano e as contas...maravilhoso nosso calendário que movimenta o comércio.

Sim, eu cedo muitas vezes ao apelo publicitário. Além de ser humana, sou mãe e minha filha não entenderia (ainda) o porquê de uma coleguinha levar para escola depois do feriado do dia das crianças o brinquedo novo e ela não ter ganhado por conta da espera dos pais que os preços voltem ao normal. E as crianças são cruéis...

Então meu povo eu jamais vou desejar que o comércio deixe de vender, não é essa a ideia desse post, mas sim fazer apologia ao amor de todo dia, aquele que nos faz juntar os pés e dormir de conchinha, sair para o motel num dia em que se deseja e não porquê a "data exige". Comprar um presente mas não por causa da data e sim porque você lembrou que tem alguém que ama e que se sentirá feliz por estar no seu pensamento. 

E sim, comprei um presentinho pra marido e dei antes, como sempre, afinal é algo que ele deve usar sempre e não só em ocasiões especiais. E se eu ganhei algo? Este ano ganhei no meu aniversário já antecipado e vamos comemorar o "nosso" dia dos namorados numa data em que eu não precise pegar fila em canto algum ;)

Eu prefiro amar e ser amada todo dia e você?

9 de junho de 2011

Atchim, cofcof, aiiii, uiii

Olá pessoas!

Meu São João começou!!! Estou espirrando, tossindo, corizando e com dores pelo corpo inteiro.Nada demais considerando que tinha um tempo que não ficava doente de verdade.

Mas hoje depois de 4 dias estou melhor, também pudera, muita coristina, mel, chá de mamãe com alho, limão e mel (viu Cris, nada de vinagre,rs), repouso quase, quase mesmo, total. E uma ida ao hospital, cheguei onde queria.

Ontem depois de dores, espirros e afins, resolvi ir ao hospital Aeroporto, o mais perto da casa de meus sogros. e vou dizer, era pra ter ido pra Salvador, aff arrependimento. Cheguei por volta das 14:20h e além de ter várias cadeiras quebradas, muitas ficavam no sol. Aguardei das 2:30h pra ser atendida em pé e quando fui atendida me deram uma previsão de 1h pra receber o resultado do exame laboratorial, recebi em 2h...isso mesmo saí de lá em 5h com uma receita pra me curar em casa! 

Interessante enquanto esperava era a observação que podemos fazer do "meio". Uma pessoa estava com o diagnóstico de "infecção intestinal ou dengue ou virose" achei tudo tão parecido que fiquei impressionada, ok, não sou da área, mas vamos combinar que é pelo menos estranho o.O

A outra que chegou desmaiando, a sua acompanhante perguntou se ali era "sempre tão tranquilo" ao segurança. Me deu a vontade de responder: Claro a srª chegou com alguém desmaiando, foi atendida na hora, entrou, lógico que é tranquilo rrrrrrrggggggggggg.

Pois é isso, sem saúde nem pra brigar tenho forças...uma pena, pois vontade não me faltava.


4 de junho de 2011

Curau ou canjica e canjica ou mugunzá?

Olá pessoas!

Amo São João. Diga-se de passagem é uma das melhores épocas do ano pra quem gosta de comer né? Bolo de tudo quanto é coisa: carimã, puba, aipim, milho...hummm! 
E as peculiaridades? Aqui no Nordeste chamamos curau de canjica que no Sudeste é chamado de mugunzá. Explico: canjica é aquela coisa deliciosa amarelinha, macia e com canela em pó em cima, isso aqui no Nordeste. No Sudeste, canjica é o milho branco com côco e leite...que aqui é mugunzá. E a "nossa" canjica é chamada de curau. E tem amendoim cozido, milho cozido e assado (meu predileto), pamonha...quanta comida, hummmm!

Aqui temos feriado dia 24 de junho, pra comemorar o São João, já nas outras regiões do país é dia normal, útil (ou nem tanto,rs). Em Campina Grande/PB tem forró o mês inteiro de junho. Aqui na Bahia tem festas diversas: Santo Antônio (13/06); São João (24/06); São Pedro (29/06), festa quase o mês todo. Ah, mas tem os forrós e "ensaios" que na realidade são à vera

E as bombas? Capítulo à parte né? Um saco em alguns momentos, mas com crianças é a coisa mais linda. Todos os anos compramos chuvinha e  estalinho de salão para Bia, e o vulcão pra acendermos e ela ficar pulando de alegria, achando lindo. Mas podem ter certeza que quem acende sou eu, marido não é lá tão corajoso assim, rs, demora tanto que acabo tomando sempre a frente. E as roupinhas? Tem coisa mais linda que vestido colorido e rodado? E as pintinhas ns bochechas? Maria-chiquinha, trancinha no chapéu, lindas :)
Resumo: forró pra dançar bem juntinho, num bate coxas, arrastando a chinela (hoje em dia botas chiquérrimas), com o suor escorrendo, licor pra espantar o frio, comida boa pra aguentar o licor, ops, a dança e é só acabar pra começar a esperar o ano que vem.

Vá esquentando vá...