28 de fevereiro de 2012

Faxina já!

Olá pessoas!

Estou numa fase de jogar coisa fora. Trabalhada em  "#Alokadaarrumação".
Comecei a desentulhar papéis, mas de verdade. Sabe aquela nota daquele aparelho que nem você sabe mais para o que serviu na sua vida? Então, eu guardava leia-se 'guardava' pois estou adquirindo o hábito de desentulhar. 

Arrumei a pasta de contas, as de certificações dos cursos, a de educação, fotos soltas. Estou me programando para arrumar a de exames (tô no horário de descanso, senão não aguento - a própria escrava branca).

Já dei a geral nos quartos e aí foi quando marido perguntou pra que que estou fazendo faxina se vamos para Salvador - tolerância zero - pra não ter que limpar tudo quando chegar dããããã. É só passar o aspirador e pronto, casa limpa.

Falando em marido preciso compartilhar pra não surtar. Eu sou alérgica a poeira, mas daquelas que só falta ficar sem respirar de tanto que espirra ok, isso acontece algumas vezes . Todas as vezes que precisa limpar o aspirador de pó peço a marido dar a forcinha, mas dessa vez me arrependi amargamente. Já diz minha mãe quem quer faz e não quer manda o outro fazer. Comecei achar estranho o aspirador não "puxar" direito a sujeira. Resolvi abrí-lo. Me senti num show, com a poeira levantando. Marido não acoplou o "saco para pó" direito, resultado? O saco de cabeça para baixo e a sujeira toda espalhada dentro...e a essa altura na lavanderia também.

Fique tão P da vida que nem deixei ele ajudar pensei logo no ditado de mãe,rs . Mas entre espirros, limpeza e raivinha todos sobreviveram. Tá certo que meu nariz ainda coça, mas tudo bem. E nem venham me dizer que ele queria ajudar que a irritação volta.

Mas vou indo que meu horário de recreio tá acabando preciso bater o ponto ;)

26 de fevereiro de 2012

Acabaram as férias, bebê!

Olá pessoas!


Hoje estou com aquela sensação de que acabaram as férias mesmo sabe? Quando conseguimos nos dar conta que temos que estudar de verdade, cumprir com as obrigações domésticas, médicas, etc.


Bom, ainda estamos descansando enquanto Bia viaja por aí, mas como no final da semana iremos para Salvador terei que correr (não literalmente, afinal ainda 'existe' uma condromalácia patelar, ou melhor duas!) para deixar tudos nos trinques e voltar à vida normal.


Adoro viver sob pressão, então simbora meu povo, subindo na carroça...!

24 de fevereiro de 2012

E nas metas...

Olá pessoas!

Vamos às metas depois de 2 meses:

1. Formo este ano não tem invejoso, macumba e nem nada mais que me segure!
2. Não vou conseguir fazer o curso de corte e costura, pelo menos este ano. as datas não batem com as minhas (eu não desisti!)3. Passou férias e carnaval - R.A. reiniciada
4. Fiz as 10 sessões, preciso de mais e não consigo ir ao médico aqui em Ilhéus não tem jeito
5. Desisti de 1 das 3 coisas que eu quero este ano, mas já ganhei a outra (máquina de pão *-* )
6. 'Consertos' indo...
7. Ainda não consigo ser tolerante e nem paciente...rggggg ainda tenho 10 meses pra tentar
8. Tá difícil também, mas vamos lá...
9. FOCOFOCOFOCO!
10. Tô escrevendo oladod.blogspot.com ;)


E vamos indo...

22 de fevereiro de 2012

Acho mesmo que não tenho o que fazer.

Olá pessoas!

Eu sou daquelas que não suporta perder tempo. Que seja 1 minuto sem ser produtivo me irrita muito. Aí vou em busca de coisas que otimizem.

Uma dessas noites antes de dormir contei quantos cremes eu uso antes de dormir e vou te dizer, sério, são 9!!!! Isso aí. Entre: 1. creme noturno para o cabelo (pra ter que fazer máscara só 1 vez na semana - aquela de touca térmica)+ 2. limpeza do rosto+ 3. tônico + 4. creme para olheiras + 5. creme para o rosto + 6. creme firmador (deixa eu sonhar!) + 7. creme de celulite +  8. creme dermatológico para manchas + 9. creme para assaduras (esse é o mal de estar gordelícia). E se o tempo estiver frio ainda uso um específico para ressecamento da pele.

Aí você me pergunta se eu não tenho mais nada pra fazer com este tempo. A resposta pode ser grossa, rs. Mas não, este é o tempo que tenho pra mim. Acordo cedo, coloco café, coloco roupa na máquina, acordo Bia, arrumo ela para escola, arrumo a lancheira, ela toma café, levo ela, faço mercado/açougue/sacolão, carrego compras, higienizo tudo, arrumo nos lugares, fraciono carne, limpo freezer/geladeira, lavo pratos do café, arrumo a mesa para o almoço, faço o almoço, varro a casa, sento pra estudar (6 disciplinas on line sendo 4 de cálculo e sou formanda), tomo banho, vou buscar Bia, coloco o almoço, tiro a mesa, lavo os pratos, tiro a roupa da máquina, sento/deito para descansar, coloco o lanche, tiro a mesa do lanche, arrumo Bia para o balé/natação, levo, espero, leio/estudo/fuço a net, trago para casa, banho em Bia, coloco o café da noite, tomamos café, brincamos com Bia, tiro a mesa, coloco Bia pra dormir, vou lavar os pratos - Bia chama 1, 2, 3..., dorme? Hora de sentar pra ver tv e conversar com marido e ficar na net. Lá pra meia noite eu vou dormir. Isso sem contar o escovar os dentes, arrumar a casa, passar roupas, fazer prova, olhar a net - twitter e FB, levar Bia para ensaio do balé (período de apresentação)...realmente não faço nada

Então pensando bem, qual o problema de usar só 9 creminhos?
Meu momento DIVA!!!

19 de fevereiro de 2012

Mas é carnaval! Não me diga mais quem é você!

Estou numa pegada nostalgia, com isso Chico e 'Os mascarados' tornam-se parte de mim.


É carnaval e a alguns anos que eu não participo da folia, o que neste ano está sendo duríssimo aguentar. Sinto falta da bagunça, de rever os amigos, de ir e não voltar.


Para não sofrer mais, ficarei sem assistir tv aberta o que vai ser muito difícil já que a saudade está me matando. E nada de internet até quinta ou sexta, ou na melhor das hipóteses até sábado, só para estudar, se é que irei conseguir isso.


Aproveitando também e fazendo 'a limpa' nos arquivos pessoais, no facebook e etc. Se é pra sofrer com a nostalgia, que tudo seja apagado, bloqueado e deletado.


Fico aqui, assistindo filminho, comendo umas gordices e sendo menos triste!


Beijo e inté semana que vem.

14 de fevereiro de 2012

E mais uma viagem, de Bibia!

Olá pessoas!

Vamos começar dando bom dia para a mamãe. Mamãeeee bom dia, feliz aniversário, saúde e muitos anos de vida :)

Voltando para Bia, rs, que vai hoje de avião sozinha de novo para Salvador e depois vai fazer um longão com os avós paternos. Que maravilha hein? Vou poder limpar a casa sem pressa heheheh.

Quero aproveitar na verdade para colocar mais uma ajudinha pra quem precisa embarcar crianças. Aqui já escrevi sobre a confusão que foi emitir uma autorização de viagem para menor desacompanhada para Bia né? Então agora vou explicar otra cosita.

Quando uma criança vai viajar para o exterior desacompanhada dos pais, mas com responsáveis o procedimento é o seguinte:
1. Baixar no site da Polícia Federal o 'Formulário padrão de autorização de viagem internacional'. Pode pegar também no Juizado da Infância e da Adolescência, eles normalmente deixam uma para cópia.
2. Preencher com os dados dos pais e de quem estará com a criança.
3. Levar para reconhecer firma no cartório (das duas assinaturas dos pais)
4. Anexar a identidade da criança, atualizada o que significa que a de bebê não vale, tiramos nova.
5. Anexar foto também atualizada.
6. Nós por precaução vamos mandar as cópias das Identidadades (minha e de marido) com a autenticação.

Acho que é só. Para quem tiver mais dúvidas pode olhar o Manual disponibilizado pela Polícia Federal, lá também tem o 'formulário'.

Agora lá vou eu terminar as obrigações com as coisas da minha sinhazinha.

11 de fevereiro de 2012

Ela é polêmica. Eu também :)

Olá pessoas!


Eu sou fã de Luana Piovani sabiam? É, eu sei que ela é polêmica, tenho ressalvas a algumas coisas sobre ela, mas ainda assim sou fã e hoje tenho um motivo a mais para repetir isso.


Sempre acompanho as tuitadas dela e dessa vez me passei. Não tenho o hábito de acompanhá-la no blog e vi uma chamada num site qualquer sobre uma carta que ela escreveu para o Vitor, o rapaz que defendeu um mendigo atacado no Rio por alguns rapazes e com isso ficou muito machucado.


Luana que está grávida escreveu, algo que me emocionou como mãe, muito bem o que as mães sentem ao ver seus filhos transformando em atos o que foi aprendido na educação doméstica. 


Concordo com ela plenamente "Li também que sua mãe, dizia a matéria, teria se arrependido de ter te ensinado a ser cidadão e generoso e eu a entendo. Nela, a agressão que sofreu, deve ter doido muito mais que em você. Mas diga a ela que tenho orgulho dela também!".


É isso, me emocionei e gostaria de partilhar o que senti com vocês, afinal todos os dias tenho que travar uma batalha para educar Bia e espero profundamente que ela aprenda e utilize na vida.



10 de fevereiro de 2012

Lavando os pratos

Olá pessoas!

Sempre tenho ideias mirabolantes quando lavo os pratos. Cada um tem uma mania né? Tenho uma tia emprestada que tem insight lavando a geladeira, mami é lavando roupas sorry contei seu segredinho,rs e eu me descobri lavando pratos. E a partir de uma dessas lavagens veio o tema de hoje, pegada ecológica.

Calma, calma! Não vou surtar dando uma de ecochata, apesar de que me tornei um pouco assim ao longo dos últimos 5 anos. É, tenho que assumir, desde que tive Bia a minha preocupação com resíduos multiplicou exponencialmente. Afinal me preocupo não só com o calor dos infernos que eu sinto hoje, mas com o "será que minha filha terá água para beber?". Parece loucura, mas sei lá né?

Eu ouvi a Marina Person, cineasta e VJ que acho inteligentíssima, falando uma coisa interessante, que prefere consumir coisas feitas 'perto dela'. Sabe quando uma coisa martela na cabeça? Então comecei a prestar atenção nisso. Não que eu seja uma louca de só querer coisas feitas na região a qualquer custo adoraria mas o orçamento não me permite um bando de coisas, mas sempre que possível tenho dado preferência aos produtores daqui. Na verdade sempre fiz isso intuitivamente.

Me explicando melhor é o seguinte: faço mercado de secos de 1 a 2 vezes no mês, e aqui tem uma marca chamada Grapiúna que tem feijão branco, fradinho, etc, e que vira e mexe eu já comprava só o milho de pipoca que é insustentável. Tem uma fábrica de laticínios nas redondezas chamada Capa que tem uma mussarela e manteiga ótimos. Já o minas frescal de búfala não, nós não estamos podendo, apenas é o mesmo preço dos demais eu prefiro da Bufallete (acho) que é feito em Jussari. Meu vinho predileto para o dia a dia que tem 1 garrafa fechada e não lembro mais nem o gosto buáá é o TerraNova shiraz, produzido em Terra Nova. 

E ainda tem mais. Quando morávamos em Salvador sempre que eu podia comprava na Cooperativa de consumo RedeMoinho, que agrega produtores de agricultura familiar e economia solidária, isso inclue coisas orgânicas e integrais. Vale a pena clicar para conhecer a RedeMoinho.

Para terminar mania de fazer post's grandes,rs tem a pegada ambiental que é um instrumento usado para medir o seu 'consumo do planeta'. O impacto do que você usa, gasta, consome no planeta Terra. Como o link que encontrei estava quebrado tem este aqui para quem tiver interesse em saber mais um pouco.

Vamos tentar consumir conscientemente para reduzir o impacto?















8 de fevereiro de 2012

Está em 14x9



Olá pessoas!

Preciso me expressar para não explodir. Minha pressão está em 14x9 por conta da divulgação da conversa de alguém covarde e manipulador com outros vagabundos de farda.

Contei aqui que a Bahia está com a polícia militar em greve, mas até aquele momento nada era confirmado sobre o vandalismo. Tudo era especulação, mas com a gravação autorizada pela justiça, da conversa do 'cabeça' do movimento grevista, mostra o tipo de gente que diz defender a lei.

Qual a sensação? De revolta profunda. De lamentação por não estar em Salvador para ir ao CAB gritar para invadir e prender um criminoso que se esconde atrás de crianças e mulheres grávidas.

Graças a bandidos, escondidos atrás de farda, é que a relação da sociedade, hoje, com a PM é tão ruim. Graças a bandidos, escondidos atrás de farda, é que minha filha hoje acredita que quando a PM entra em greve, abrem as celas dos 'bandidos'. Graças a bandidos, escondidos atrás de farda, é que hoje vivi a pior sensação que uma mãe poderia sentir, a da possibilidade de ameaça a que mais amamos, estavam assaltando ao redor do balé de Bia.

Eu um dia acreditei que o desarmamento era a melhor opção para a população, mas hoje não acredito mais em conto de fadas. As armas que os bandidos, escondidos atrás de farda, utilizam, nós que financiamos. As armas que os 'bandidos' utilizam entram de qualquer jeito no nosso país, ou quando não são fornecidas pelos bandidos escondidos atrás de farda.

Sou a favor de exoneração para TODOS que participaram da greve e não voltarem ao trabalho imediatamente, hoje não tem como mais separar o joio do trigo. O governo do Estado deveria suspender toda e qualquer proposta anterior até que se re-estabeleça a ordem. Os cabeças e afins devem ser presos em penitenciária federal. 

Não entendo do Direito, mas entendo um pouco de política e manifestações. Sei distinguir reivindicações de bandidagem. Não sou a Justiça.

4 de fevereiro de 2012

Início das aulas.

Olá pessoas!

Estava eu, a pouco, lavando a lancheira, a garrafinha e a caixinha que Bia leva para a escola e fiz algumas viagens.




Me lembrei de quando era criança e era doida pra ter uma lancheira igual a dela. Nada demais, mas que me encantava. Depois meus colegas começaram a comprar o lanche na cantina, continuei levando meu Mirabel (ok entreguei a idade).



No final da infância e início da adolescência minha loucura era ter uma mochila Company. Todos os meus colegas tinham, afinal eu estudava em escola particular, mesmo que 'de bairro'.






Quando virei adolescente, meu desejo era uma mochila da Redley jeans. E quando recebi meu primeiro salários do McDonald's (trabalhei naquele inferno sim! E ganhei alguns amigos maravilhosos) fui tentar comprar a tal mochila, mas a Redley tinha fechado em Salvador, e ainda não havia e-commerce como hoje.



Hoje quando olho para trás vejo o quanto eram fúteis os meus desejos. Nada além do desejo de me tornar igual, o que nunca fui e jamais serei. Mas é gostoso realizar os pequenos desejos de Bia, se inseri-la no grupo, que aqui é tão restritivo. 

Ninguém ache que Bia tem tudo! Ela tem o necessário, e um pouco além. Se fosse pelas vovós ela teria o mundo. A mochila deste ano é nova, pois a antiga estava bem gasta (mesmo assim vamos doar, tenho certeza que alguém irá utilizá-la com alegria), a lancheira é a do ano passado. Só comprei um copinho novo porque o outro estava 'infiltrando' e a caixinha pela facilidade de abrí-la, a antiga ela derrubava os biscoitos. A farda? Vai usar o short-saia e a calça antigas, mas terei que comprar novas camisetas - minha pequena tá esticando.

E você lembra dos seus desejos de objetos para a escola?

3 de fevereiro de 2012

Que vergonha!

Olá pessoas!

Estou profundamente envergonhada com a situação aqui na Bahia. Policiais atuando como bandidos, deixando toda uma população à deriva.

Tive uma amiga que quando entrou para a PM-BA se tornou outra pessoa. Fiquei envergonhada quando ela me disse que tinha um carro e que não precisava de carteira de habilitação pois "quem é que vai me prender?". Ali percebi que o sentido de moral e o caráter foi "re-moldado" pra o lado ruim. Fiquei estática com aquela fala.

Com este pequeno exemplo percebi o quanto as pessoas têm sua base moral frágil. Jamais me corromperia, a educação que recebi não permite com que eu burle leis e facilite a minha, ou a de quem quer que seja, vida. 

Hoje vejo o jornal com as notícias sobre Salvador de que ontem  vândalos encapuzados, se dizendo policiais - o que não duvido - fecharam ruas com ônibus levando verdadeiro pânico aos que estavam na região.  Isto é gente que recebe o meu imposto todos os meses? Que são pagos para nos proteger? 

Ontem Ilhéus entrou em pânico com o fato de estarem fazendo, verdadeiramente, arrastões no Centro da cidade. O comércio fechou. Os ônibus pararam. Todos se trancaram em casa.

Isso é vida? Bia me perguntou porque não iríamos ao balé e tive que explicar. Com a explicação de que os policiais pararam de trabalhar, ela entendeu que abriram as celas e os ladrões estavam na rua. Como eu diria ao contrário, se nos trancamos em casa? Se o nosso direito de ir e vir foi cerceado?

Só posso agradecer aos queridos policiais militares por desde agora conseguirem transformar a ideia de herói em bandido, que minha filha tinha. Não precisei ensiná-la a repudiar a sua grande maioria.

P.S.: Felizmente dentro da corporação da Polícia Militar da Bahia ainda tem pessoas com moral e decência, conheço alguns assim. Só sinto por não ser a maioria, como sempre, a exceção confirma a regra.