29 de dezembro de 2016

Antes que seja o fim

A mudança já foi com nossas vidas para o Paraná. Nossas vidas continuarão por aí, longe e perto, lado a lado a quilômetros de distância.
E de Ilha Solteira? Levarei saudade. Pouquíssimos amigos, boas lembranças, boas histórias e uma experiência fantástica. Reaprendi que muitas vezes o lobo se esconde em pele de cordeiro aguardando para colocar as garras de fora.

Alegrias, tristezas, com calor, com frio, mais um cachorro, ausência, depressão, fibromialgia e muitos kms na conta. Esperança é a palavra de Ilha Solteira. Não assistiu/leu Comer, Amar, Rezar? Sinto muito rs.
Esperança de voltar pra casa, de saber que estavam todos bem, de reunir a família, de tentar melhorar as condições, a saúde... Sempre com muita esperança de mais e melhor.


Vi um grupo escoteiro ser criado com a força dos amigos que tanto acreditam no movimento - Sempre Alerta!
Tive que exercitar o respeito ao máximo, tempos difíceis de política trazem à tona pensamentos muito diversos aos nossos. Mas seguimos juntos em frente, buscando cada qual o que acredita ser o melhor para si e para os outros, isso não nos afastou mas correria e atividades sim, o carinho permanece.

Tive que aprender a administrar 2 casas, manter o foco, cuidar de tudo e todos mesmo tantas vezes longe. Aprendi a aceitar que nem tudo está ao nosso alcance por mais que nós façamos melhor aquilo

Foi meu primeiro dia das mãe sozinha. Foi a última apresentação na escola no dia das mães. Não a vi ganhar a medalha no Soletrando, nem a da OBA. 
Tempo de aprender a ser resiliente. Aprender que a vida segue mesmo quando não estamos ali.

Casamos né? Ilha jamais sairá da nossa história também por isso. Fiquei linda, sem modéstia alguma rs. Ganhamos 2 dindinhos. Acampamos, sorrimos, choramos, viajamos muito nessas estradas de São Paulo e vivemos...


Obrigada a cada um que faz parte dessa história. Aos que ficaram pelo caminho, até nunca mais se depender de mim.

Ilha Solteira te amo!

19 de dezembro de 2016

Lua de São Jorge

Lua de mel, super lua, lua de São Jorge...
Mar de manhã de tarde e de noite, sal, sol e suor...
Mergulho...
Praia...
Cerveja...
Vinho...
Sorvete...

Foi lindo ;)

9 de dezembro de 2016

Extudo






Trabalhei no saudoso Extudo no Rio Vermelho. Um dos melhores restaurantes que conheci. Um delicioso molho madeira, parmegiana, carne de fumeiro e outros. Apresentei meu mundo ao meu companheiro. E seguimos juntos, lado a lado, muitas vezes só virtualmente.


 De lá pra cá foram 13 verões, esse é o 14º que passamos juntos. Sempre com muita farra, disposição e companheirismo.
Uma criança que traz a felicidade, literalmente, e que sempre digo que é o nosso melhor 'não projeto' juntos.
De Armandinho e Margareth a Liniker, passando por Alcione, Raça Negra, Filhos de Gandhy, Ilê Ayê e muitas outras coisas. 
Da Bahia ao Paraná com paradas estratégicas no DF, no MS e em SP. 
Já perdi a conta do número de casas, mas não de cidades, em que passamos juntos ou não nesses anos todos. Quantos km rodados então? O mundo fica pequeno quando moramos separados. 
Mesmo longe os objetivos continuam em comum, respeitando sempre a individualidade, e a vontade de buscar o melhor nos junta mais pra frente.
Canso de responder como vivo tão longe e como mantemos a relação assim. Simples, nos escolhemos. Estamos juntos porque queremos e não por necessidade e/ou obrigação. Conseguimos nos manter presente na vida um do outro mesmo distantes fisicamente. Foi um café com leite e pão com manteiga na cama. Foi uma liberdade maior naquele primeiro encontro. E seguimos assim. Nos descobrindo e nos amando.
Não rolou os votos estamos no Fora Temer juntos rs mas teremos outras oportunidades. Afinal o dia de hoje é um presente. E as noites também.
Obrigada a todos pelas ligações, lembranças, mensagens. Não lembrava o quanto é gostoso sermos tão amados.
Obrigada família que fez questão de estar presente <3
Obrigada nossos dindos Mari e Vagner <3 (e os dindinhos Tatá e B). 
Obrigada minha amiga, fisioterapeuta e massoterapeuta Roseli Leite por me deixar menos quebrada não estou falando do cóccix povo.
Obrigada a todo mundo do Spaço Cortê por me deixarem diva mesmo eu encarnando a Fiona 1h depois rs Paula e seu sonho de ter uma noiva de unhas vermelhas realizado, Victor e a maquiagem com direito a bocão vermelho, meninas dos bebêlos e Sérgio apertando meu juízo a cada 30 minutos dizendo que eu tava muito relaxada e ia perder a hora do casamento,rs. Fábio Bezerra pelas fotitas, obrigada.
Obrigada aos coleguinhas que ajeitaram as próprias férias pra eu conseguir casar sem esculhambar o setor rs, Ed e Leane, chefinha Flávia beijo também <3
Bia de mamãe e papai que estava 2h antes do casamento pronta, mais ansiosa que a noiva, que carregou as alianças e fez segredo com mamãe pra surpreender papai, OBRIGADA patinha de mãe <3




Mãos de Bia. Alianças da Allianze. Unhas de Paula (Spaço Cortê). Foto Fábio Bezerra.
Mas meu obrigada em especial é pra empresa Allianze que brocou muito me atendendo. Aceitaram fazer uma nova aliança (troquei as que tínhamos, já compradas com eles 1a antes) em menos de 2 dias úteis. Caramba, vocês arrasaram muito. Fiz a surpresa que queria, muito obrigada, vocês não tem ideia da alegria que nos proporcionaram e de como serão sempre citados por mim como exemplo de empresa no tratamento com seus clientes. Parabéns!