27 de maio de 2017

Continuando

Muitas vezes criamos expectativas sobre as coisas e não conseguimos dar conta do recado ou nos embolamos tanto que aquilo que era mega urgente deixa de ter sentido e a forma de encarar muda radicalmente.

Sábado e eu querendo dormir até umas 9h pelo menos e comecei a ouvir as unhas de Nero batendo inquieto pra um lado e pra outro, isso eram 6h30! Me segurei até às 7h e desci pra rotina dele e de Zeca. Passeio matinal, rolada na grama, corridinha e agora estão os dois roncando ao meu redor.  

Quando voltei com eles do passeio fiz as coisas corriqueiras, estender roupas, tirar lixo... e enquanto tomava café me peguei pensando o que eu faria com tantas horas mais disponíveis até o dia começar efetivamente. Estudar está na lista de prioridades (afinal uma pessoa que não tem o que fazer faz 3 cursos on line e se matricula em mais 1 pra começar daqui a 1 semana), preparações diversas para outros caminhos, organizar mentalmente o saldo da semana no trabalho (isso inclui tudo que vi, ouvi, absorvi e desprezei rs) e deletar o que for de ruim no resto do meu mundinho. Preciso fazer isso pois o sofrimento com tudo que está acontecendo no Brasil me desgasta demais. Tenho náuseas, enxaquecas e uma irritação profunda onde não consigo me controlar emocionalmente, logo tenho que evitar.

Mas voltando pra o início do texto, ainda tenho que arranjar uma solução para o jardim não jardim que tenho aqui, esse mato me deixa agoniada, mas a ideia de plantar, mexer com terra, etc não está cabendo nas minha prioridades. Devo ter uns temperinhos, umas coisas simples e só. Nada de muita demanda que exija tempo (coisa muito rara pra mim hoje). Voltei a minha mania metódica de ser (hora pra tudo) senão não consigo dar conta. E olha que mesmo assim tá osso.

Hoje particularmente sinto mais saudade de minha cumadre Cris. Aquelas horas intermináveis de falar besteira, comer, beber e rir. Parece até que o texto é uma conversa entre nós duas. Saudade de vc tá? Beijo na minha dindinha.

Até mais pessoas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário